Família Obama lembra valor do amparo em última mensagem de Natal

Washington, 24 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a primeira-dama, Michelle Obama, lembraram neste sábado o valor do amparo em sua oitava e última mensagem de Natal na Casa Branca, já que Donald Trump assume o poder em janeiro.

Em vídeo gravado na residência presidencial, Michelle ressalta o dever de "dar boas-vindas aos estranhos, independentemente de onde venham ou de sua fé religiosa", após um ano marcado pela retórica anti-imigração da campanha do agora presidente eleito.

"Esses valores servem não somente para guiar a fé cristã da minha família, mas também a fé dos judeus americanos, dos muçulmanos americanos, dos ateus e dos americanos de todas as origens", completou a primeira-dama.

Com a parceria habitual, os Obama agradeceram aos americanos pelo "privilégio" de terem servido como presidente e primeira-dama, recordando, entre brincadeiras, que Barack não conseguia conter os risos durante a primeira mensagem de Natal do casal, em 2009.

"Considerando como foi nossa primeira mensagem do Natal, soube que Barack precisava de toda a ajuda possível", diz Michelle, depois de o presidente anunciar a companhia de sua "melhor amiga" no último vídeo gravado pelos dois na Casa Branca.

Além da tradicional mensagem de apoio às Forças Armadas na data, os dois repassaram o legado que deixam ao país depois de oito anos no poder.

"Trabalhamos arduamente para recuperar o país da pior recessão em 80 anos e reduzimos o desemprego ao nível mais baixo em nove anos. Conseguimos dar planos de saúde a 20 milhões de americanos e fornecer proteções adicionais aos que já tinham panos", disse o presidente na gravação".

"Conseguimos que o mundo todo respeite mais os Estados Unidos, assumimos o papel de líderes na luta para proteger esse planeta para nossos filhos e muito, muito mais", completou Obama.

"Em uma grande quantidade de aspectos, nosso país é mais forte e mais próspero do que quando chegamos aqui. Tenho a esperança de que seguiremos avançando nos próximos anos sobre os progressos realizados", afirmou o presidente, apesar de Trump ter prometido deixar de lado boa parte das propostas de Obama quando assumir.

Obama e Michelle encerram a mensagem com um pedido de unidade, em um país dividido em dois depois da agressiva campanha eleitoral entre Trump e a democrata Hillary Clinton.

A mensagem foi gravada na Casa Branca antes de o presidente viajar com a família para o Havaí, onde passará as férias de Natal e do Ano Novo pelo oitavo ano consecutivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos