Missão da ONU em Darfur diz que não há solução militar para o conflito

Cartum, 28 dez (EFE).- A missão de paz conjunta da União Africana e da ONU para a região de Darfur (UNAMID, sigla em inglês) afirmou nesta quarta-feira que não é possível uma solução militar para o conflito nesta região do oeste do Sudão, na qual a violência impera desde 2003.

Em comunicado, a UNAMID afirmou que continuará com seu trabalho para manter a paz e a estabilidade nessa região do oeste do Sudão.

A missão acrescentou na nota que o ano de 2016 "não foi fácil para os moradores de Darfur, nem para os funcionários da UNAMID".

No mês de abril, o presidente sudanês, Omar Hassan al Bashir, assegurou que a região de Darfur já não necessitava da presença da da missão de paz porque a rebelião insurgente estava chegando a seu fim.

Bashir ameaçou na semana passada os rebeldes com uma resposta militar se estes não aceitarem o acordo de paz proposto pelo governo.

Além disso, o presidente sudanês assegurou que o cessar-fogo, estendido por mais dois meses em outubro, será concluído no final de dezembro.

O conflito de Darfur começou quando dois grupos insurgentes pegaram em armas no início de 2003 contra o regime de Bashir em protesto pelas condições de pobreza e marginalização dos habitantes desta região.

A guerra deixou pelo menos 300 mil mortes e obrigou quase 3 milhões de pessoas a deixarem suas comunidades de origem, segundo dados da ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos