Social-democratas romenos apresentam outro candidato a primeiro-ministro

Viena/Bucareste, 28 dez (EFE).- O Partido Social-Democrata da Romênia (PSD) propôs nesta quarta-feira o ex-ministro de Comunicações, Sorin Grindeanu, como próximo primeiro-ministro do país balcânico, segundo informou a agência de notícias romena "Mediafax".

O líder do PSD, Liviu Dragnea, que não pode ocupar a chefia do governo por ter sido condenado por um delito de fraude eleitoral, anunciou a nomeação perante a imprensa.

O presidente romeno, Klaus Iohannis, tinha rejeitado na terça-feira passada a nomeação da social-democrata Sevil Shhaideh, que seria a primeira mulher muçulmana chefe de governo em um país da União Europeia.

O PSD ganhou as eleições gerais do último dia 11 de dezembro com uma grande maioria, embora sem um candidato explícito para dirigir o novo Executivo.

Os social-democratas romenos se propõem a governar em uma coalizão com o minoritário partido liberal ALDE.

Grindeanu, um técnico em informática de 43 anos oriundo da região de Timis, no noroeste do país, foi entre 2014 e 2015 ministro de Comunicações e Sociedade da Informação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos