Bombardeios turcos no norte da Síria deixam pelo menos 11 mortos

Cairo, 20 fev (EFE).- Pelo menos 11 pessoas de uma família morreram nesta segunda-feira em bombardeios de aviões turcos contra a cidade síria de Al Bab, principal reduto do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na província setentrional de Aleppo, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG explicou que projéteis turcos caíram na cidade, na qual os bombardeios destruíram muitas casas.

Com os ataques de hoje aumenta para 124 pessoas, entre elas 38 crianças e 27 mulheres, o número de mortos desde o começo da nova ofensiva das forças turcas em 7 de fevereiro contra a cidade.

Além disso, o Observatório situou em 444 o número total de vítimas civis por bombardeios da aviação turca na zona de Al Bab desde 13 de novembro até hoje.

Desde o final de agosto, os insurgentes sírios, respaldados por aviões e carros de combate turcos, desenvolvem a operação "Escudo do Eufrates" contra o EI junto às Forças da Síria Democrática, uma coalizão armada liderada por milícias curdas em Aleppo.

As forças turcas bombardearam com artilharia, mísseis e aviões de guerra a cidade e arredores de Al Bab, que permanece quase totalmente em mãos do EI apesar de alguns avanços do outro bando.

Os bombardeios continuam no dia de hoje, assim como os enfrentamentos entre as forças do "Escudo do Eufrates" e do EI nas áreas periféricas do oeste e norte da cidade, segundo o Observatório.

No último dia 11, as facções rebeldes sírias anunciaram ter invadido a cidade de Al Bab e ter arrebatado 10% da mesma do EI, enquanto a Turquia afirmou pouco depois que suas tropas lutavam no centro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos