Manifestantes protestam contra Trump em Nova York e outras cidades dos EUA

(Corrige título)

Nova York, 20 fev (EFE).- Milhares de pessoas foram às ruas de Nova York e outras cidades dos Estados Unidos para protestar contra o presidente Donald Trump e seu governo, que completa um mês nesta segunda-feira.

A manifestação de Nova York foi convocada em frente a um hotel que leva o nome do presidente na cidade, na Columbus Circle Square, e se estendeu por nove quarteirões ao longo do Central Park. O protesto foi convocado pelas redes sociais com o nome de "Não é meu presidente", coincidindo com o feriado do Dia do Presidente no país.

"Donald Trump é literalmente nosso presidente, mas em sentido oposto atacou todos os valores encarnados pelos nova-iorquinos e não representa nossos interesses", dizia a convocação do protesto.

Várias pessoas levavam cartazes com críticas às propostas de Trump e às ações tomadas pelo presidente em seus 30 primeiros dias de governo, como a construção do muro na fronteira com o México.

Um pequeno grupo de defensores de Trump também se reuniu no mesmo lugar. Eles chegaram a trocar gritos de palavras de ordem com os manifestantes contrários ao presidente, mas não incidentes.

Um dos manifestantes pegou um megafone para dizer que não era muçulmano ou imigrante ilegal, mas que estava com o "coração partido" pelo medo que as políticas de Trump provocaram em seus amigos.

Foi a terceira manifestação consecutiva contra Trump em Nova York desde sábado. Atos parecidos ocorreram na cidade de Los Angeles e Chicago, assim como em outras 20 cidades do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos