Ecologista desiste de candidatura e passa a apoiar Hamon na França

Paris, 23 fev (EFE).- O ecologista Yannick Jadot desistiu de ser candidato nas eleições presidenciais da França e anunciou nesta que chegou a um acordo para apoiar Benoît Hamon, do Partido Socialista, o mesmo do atual presidente do país, François Hollande.

"Nesta noite retiro minha candidatura porque já há um projeto de esperança, o de Hamon", disse Jadot, que tinha 2% das intenções de voto nas pesquisas, em entrevista à emissora "France 2".

Entre os compromissos do acordo entre os dois representantes da esquerda na França está o fim da produção de energia nuclear no país em um prazo máximo de 25 anos.

Hamon venceu nas primárias do Partido Socialista o ex-primeiro-ministro Manuel Valls, mas precisa de mais apoios para poder chegar ao segundo turno das eleições presidenciais.

"Agradeço o gesto de Yannick Jadot. Agradeço aos ecologistas para confiar em mim", declarou Hamon.

O candidato socialista tem 13% das intenções de voto, segundo as pesquisas, longe do candidato conservador, François Fillon, do Partido Os Republicanos, que tem 20% dos votos. Hamon ainda está atrás de Emmanuel Macron, de 22%, e da ultradireitista Marine Le Pen, da Frente Nacional, que lidera a corrida eleitoral com 26%.

Jadot fez um apelo ao outro candidato da esquerda e dissidente socialista, Jean-Luc Mélénchon, que tem 11% das intenções de voto na pesquisa, para também chegar a um acordo com Hamon e não fragmentar o voto do grupo em benefício de Le Pen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos