ONU volta a condenar Coreia do Norte por tentar escapar de sanções

Nações Unidas, 27 fev (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU condenou nesta segunda-feira, de forma unânime, as tentativas "irresponsáveis e provocadoras" da Coreia do Norte de tentar escapar das sanções impostas pelo órgão devido aos testes nucleares e de mísseis realizados pelo regime de Kim Jong-un.

O assunto foi analisado em uma sessão fechada para avaliar o relatório produzido a cada três meses pela ONU para revisar as sanções impostas a Pyongyang pelo programa nuclear.

O embaixador da Ucrânia na ONU, Volodymyr Yelchenko, disse que os integrantes do conselho, presidido pela Ucrânia neste mês, reiteraram a necessidade da desnuclearização da península coreana.

"Durante as consultas, os membros do conselho condenaram unanimemente as tentativas irresponsáveis e provocadoras da Coreia do Norte para tentar escapar das sanções", disse o diplomata.

As medidas impostas pela ONU incluem restrições de comércio e de acesso ao sistema bancário internacional à Coreia do Norte. O país, por exemplo, só pode exportar anualmente US$ 400 milhões ou 7,5 milhões de toneladas de carvão. Além disso, Pyongyang é proibida de vender outros materiais, como cobre ou prata.

A reunião de hoje ocorreu depois de a Coreia do Norte lançar um míssil de médio alcance no dia 12 de fevereiro, o primeiro teste desse tipo realizado pelo regime de Pyongyang desde outubro.

O lançamento foi firmemente condenado pelo Conselho de Segurança, que ameaçou impor novas medidas significativas contra o país, sem dar mais detalhes das ações que seriam tomadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos