Dominicanos protestam para exigir Justiça no caso Odebrecht

Santiago (R.Dominicana), 26 mar (EFE).- Milhares de dominicanos marcharam neste domingo na província Santiago de los Caballeros, a segunda maior do país, para exigir a submissão à Justiça dos envolvidos no caso dos subornos da Odebrecht.

A mobilização foi convocada pelo coletivo social "Marcha Verde", que em 22 de janeiro já tinha reunido milhares de pessoas na capital do país contra a corrupção e a impunidade. A Odebrecht admitiu ter deixado US$ 92 milhões em subornos no país entre os anos de 2001 e 2014 para conseguir contratos de obras públicas.

A manifestação de hoje em Santiago de los Caballeros, 155 quilômetros ao norte de Santo Domingo, teve a adesão de milhares de pessoas de diferentes classes sociais, políticos da oposição e conhecidas figuras da mídia.

O grupo partiu da Avenida Hermanas Mirabal e percorreu várias ruas até chegar ao emblemático Monumento aos Heróis da Restauração, onde os organizadores do evento leram um documento reivindicando ações pontuais das autoridades para enfrentar a corrupção e combater a impunidade.

Em entrevista, Raquel Rivera, porta-voz da Coordenadoria de Mulheres do Cibao e do Movimento Feminista Hermanas Mirabal, duas das organizações organizadoras da atividade de hoje, declarou esta "é uma demonstração clara e precisa do que o povo quer: o fim da corrupção".

Em dezembro, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos revelou documentos que detalhavam que a empresa brasileira pagou, aproximadamente, US$ 788 milhões em propina em 12 países da América Latina e da África.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos