Protestos na Venezuela deixam pelo menos 19 feridos

Em Caracas

  • Juan Barreto/AFP

    Ativistas venezuelanos afetados por gás usado pelas forças do governo contra protesto

    Ativistas venezuelanos afetados por gás usado pelas forças do governo contra protesto

Pelo menos 19 pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira (6) após os protestos contra o governo que se tornaram violentos em Caracas, capital da Venezuela, segundo informações do prefeito do município de Chacao, Ramón Muchacho.

"Até o momento, atendemos 19 pessoas. Todos estão fora de perigo, felizmente", disse Muchacho, em um vídeo divulgado em suas redes sociais.

De acordo com o prefeito, 11 pessoas sofreram traumatismos múltiplos, quatro foram atingidas por balas de chumbo, outras três foram atendidos por conta de asfixia e uma jovem com queimaduras de segundo e terceiro graus.

Em relatório anterior, o prefeito tinha apontado que alguns manifestantes sofreram "fraturas" e tiveram alta, mas sem dar maiores informações.

Além destes lesionados, dois fotógrafos da Agência Efe ficaram feridos pelas forças de segurança enquanto realizavam cobertura dos protestos na cidade de Caracas.

O fotojornalista Manaure Quintero, colaborador da Efe na Venezuela, foi atingido por balas de borracha, disparadas diretamente contra ele por um membro da Polícia Nacional Bolivariana (PNB).

Além disso, o fotógrafo da Efe em Caracas, o colombo-venezuelano Miguel Gutiérrez, ficou ferido por um funcionário da Guarda Nacional Bolivariana que disparou uma bomba de gás lacrimogêneo diretamente contra ele enquanto fotografava um manifestante.

Quintero e Gutiérrez não precisaram ser hospitalizados, apesar das lesões.

O prefeito Ramón Muchacho disse que seu município atravessou durante as manifestações "uma situação difícil", por conta dos "confrontos entre manifestantes e policiais".
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos