Trump diz que quem nega o Holocausto é "cúmplice" deste genocídio

Washington, 25 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira que os que negam o Holocausto são "cúmplices" desse genocídio, ao prometer que, como governante, sempre apoiará o povo judeu, o Estado de Israel e confrontará o antissemitismo.

Trump se dirigiu até o Capitólio para oferecer um discurso no monumento às vítimas da perseguição da Alemanha nazista por causa do Dia de Lembrança do Holocausto.

"Aqueles que negam o Holocausto são cúmplices dessa horrível maldade", advertiu o presidente, que seguiu com a tradição de seus predecessores de comemorar de alguma maneira os Dias de Lembrança das Vítimas da Alemanha Nazista, que foram celebrados pela primeira vez em 1979, estabelecidos depois pelo Congresso e que costumam durar uma semana.

Para Trump, cerimônias como a de hoje devem servir para que "jamais sejam esquecidos" os 6 milhões de judeus mortos "sem nenhum sinal de piedade" e os sobreviventes do Holocausto.

"O povo judeu resistiu à opressão, à perseguição e aos que buscaram e planejaram sua destruição, mas, através do sofrimento, eles perseveraram, prosperaram e iluminaram o mundo", enfatizou Trump.

"Como presidente de Estados Unidos, sempre apoiarei o povo judeu, e sempre apoiarei nosso grande amigo e parceiro, o Estado de Israel", prometeu o magnata em seguida.

Trump também denunciou o "perigoso antissemitismo" presente em todo o mundo e dentro dos EUA.

"Esta é minha promessa para os senhores: combateremos o antissemitismo", declarou o governante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos