Com exceção dos EUA, G7 se compromete a implementar Acordo de Paris

Taormina (Itália), 27 mai (EFE).- Os integrantes do G7, exceto os Estados Unidos, confirmaram neste sábado o compromisso de implementar "rapidamente" o Acordo do Clima de Paris e reconheceram que Washington ainda não se posicionou para fazer parte dessa linha.

"Os EUA estão em um processo de revisão das suas políticas de mudança climática e sobre o Acordo de Paris. Portanto, não (está) em posição de se unir ao consenso nestes temas", segundo a declaração aprovada ao término da cúpula de dois dias.

Os chefes de Estado e de governo de Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Reino Unido, e os presidentes da Comissão Europeia e do Conselho Europeu "entendem este processo" e "reafirmam o seu forte compromisso de implementar rapidamente o Acordo de Paris", como se comprometeram a fazer em 2016 na cúpula realizada no Japão.

O presidente dos EUA, Donald Trump, utilizou o Twitter neste sábado para informar que "na próxima semana" decidirá se o país deve continuar a fazer parte do acordo climático de Paris.

O premier italiano e anfitrião da cúpula, Paolo Gentiloni, disse em coletiva de imprensa que foi vista "uma diferença que não é secundária sobre um dos temas mais importantes" da agenda.

"Não a descobrimos em Taormina e espero que consegamos salvar as diferenças nas próximas semanas", disse Gentiloni.

O governante italiano advertiu que, de qualquer forma, os outros membros do G7 "não mudarão um milímetro" da atual posição em relação à mudança climática. Gentiloni disse acreditar que a revisão das políticas climáticas por parte dos Estados Unidos terminarão "bem e logo".

"Logo porque deixar na incerteza a posição da economia mais importante do mundo sobre a aplicação do Acordo de Paris seria grave, e bem porque a aplicação dos Acordos de Paris necessita a contribuição dos Estados Unidos", acrescentou.

Gentiloni destacou que os parceiros de Washington deram argumentos importantes a favor da aplicação do acordo, ligados também aos setores empresariais que estão se desenvolvendo em torno das energias renováveis, da inovação e das oportunidades de crescimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos