PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Seul realiza novas manobras com mísseis em resposta a teste norte-coreano

Kim Jong-un, na comemoração pelo sucesso do lançamento de míssil na terça-feira (4) - KCNA/AFP Photo
Kim Jong-un, na comemoração pelo sucesso do lançamento de míssil na terça-feira (4) Imagem: KCNA/AFP Photo

Em Seul

06/07/2017 02h26

O Exército da Coreia do Sul realizou nesta quinta-feira (6) novas manobras com fogo real, incluindo o lançamento de vários mísseis guiados, em uma nova demonstração de força para responder ao último teste de um projétil intercontinental realizado pela Coreia do Norte.

O exercício, realizado nas águas do Mar do Japão (chamado "Mar do Leste" nas duas Coreias), envolveu a Marinha e a Força Aérea, segundo confirmou à Agência Efe um porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano.

O exercício foi simulado com um ataque por mar, e no transcurso das manobras foram disparados os mísseis antinavio Haeseong e Harpoon, bem como um AGM-65 Maverick.

4.jul.2017 - Agência oficial norte-coreana KCNA divulga foto do lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-14 - KCNA via Reutesr - KCNA via Reutesr
Agência oficial norte-coreana divulga foto do lançamento do míssil intercontinental
Imagem: KCNA via Reutesr
O treinamento acontece dois dias depois de a Coreia do Norte lançar seu primeiro míssil balístico intercontinental (ICBM) e no dia seguinte aos exércitos sul-coreano e americano realizarem testes de mísseis em resposta a Pyongyang.

Este novo avanço bélico norte-coreano eleva ainda mais a tensão na península e constitui um elemento que pode modificar a abordagem diplomática e estratégica de Washington para a região.

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, disse na quarta-feira (5) que os Estados Unidos vão apresentar no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) um novo projeto de resolução para impor sanções à Coreia do Norte após seu lançamento de terça-feira (2).

"O lançamento da Coreia do Norte de um ICBM (míssil balístico intercontinental, na sigla em inglês) é uma clara e forte escalada militar", disse Haley no encontro de emergência do conselho após o teste de míssil que Kim Jong-un chamou de um presente aos "bastardos americanos".
 

Internacional