Putin e Trump não acordaram criação de unidade em cibersegurança, diz Krelim

Moscou, 10 jul (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu colega dos Estados Unidos, Donald Trump, não acordaram a criação de uma unidade conjunta sobre cibersegurança durante a reunião que mantiveram à margem da cúpula do G20, afirmou nesta segunda-feira o Kremlin.

"Ninguém prometeu nada, só foi constatada a disposição de trabalhar nesta direção", declarou o porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov.

Trump afirmou previamente ter discutido com seu colega russo sobre a formação de uma "impenetrável unidade de segurança cibernética" conjunta.

No entanto, horas depois o governante americano se retificou para afirmar que a cooperação em cibersegurança não é possível.

"O fato de que o presidente (russo Vladimir) Putin e eu falarmos de uma unidade de cibersegurança, não significa que eu acho que seja possível. Não pode acontecer, mas (acordar) um cessar-fogo (na Síria) sim foi possível", escreveu Trump no Twitter.

No Kremlin disseram que ambos dirigentes "efetivamente falaram desse assunto ", mas "não se sabe se a unidade (conjunta) será criada" porque só "o tempo pode dizer".

Peskov acrescentou que o presidente russo insistiu na primeira reunião com Trump que as informações sobre a suposta ingerência russa nas eleições americanas "são pura ficção e não correspondem com a realidade".

"Precisamente neste contexto, afirmou que a melhor forma da luta com o ciberterrorismo é a cooperação", apontou o porta-voz do

aj/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos