Apenas 12% dos eleitores votaram hoje na Venezuela, diz oposição

(Atualiza com nova estimativa de participação dada pela oposição)

Caracas, 30 jul (EFE).- A aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) calcula que apenas 12% dos venezuelanos com direito a voto foram neste domingo às urnas para escolher os integrantes da Assembleia Nacional Constituinte (ANC) convocada pelo presidente, Nicolás Maduro, para mudar a Carta Magna.

A afirmação foi feita em nome da MUD pelo deputado Andrés Velásquez, que estimou em 2.483.073 a quantidade de votos contabilizados nos centros de votação até as 18h (horário local; 19h de Brasília), quando estava previsto o fechamento dos colégios, antes de o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) ampliar o prazo em uma hora.

Poucas horas antes, a também deputada opositora Delsa Solórzano disse que a participação nas urnas era de "apenas 9% do censo eleitoral".

Segundo as projeções de Solórzano, que contrastam com a "participação em massa" festejada pelo governo, cerca de 25% de quem foi aos colégios eleitorais votou nulo, uma cifra que ela atribui aos "funcionários públicos que consideraram estar obrigados a comparecer a este processo fraudulento".

"A participação hoje não chegará sequer a 15% dos eleitores que poderia ser solicitada segundo o art.348 CRBV! Fracassaste, Maduro!", disse no Twitter o duas vezes candidato presidencial Henrique Capriles, em alusão à Constituição venezuelana vigente.

Segundo Capriles, que estipulou o número de votos em 2,2 milhões às 15h (horário local), a aliança opositora tem pelo menos um informante em todos os centros de votação.

Quase 19,5 milhões de venezuelanos estão inscritos no censo eleitoral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos