EUA comparam regime de Maduro com os de Coreia do Norte, Zimbábue e Síria

Washington, 31 jul (EFE).- O assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, H.R. McMaster, ironizou nesta segunda-feira o presidente venezuelano Nicolás Maduro por "se unir a um exclusivo clube" de líderes sancionados ao lado dos presidentes de Síria, Bashar al Assad; Coreia do Norte, Kim Jong-Un; e Zimbábue, Robert Mugabe.

"(Maduro) se une a um clube muito exclusivo", disse McMaster em entrevista coletiva na Casa Branca, ao se referir a Assad, Kim e Mugabe, também sancionados diretamente pelos Estados Unidos.

McMaster afirmou que o presidente venezuelano "não é só um mau líder, agora é um ditador" e criticou a "farsa" das eleições deste domingo da Assembleia Nacional Constituinte realizadas na Venezuela.

O governo dos EUA impôs nesta segunda-feira sanções econômicas diretas a Nicolás Maduro, entre elas o congelamento de ativos sob jurisdição americana, uma medida pouco habitual, por envolver um presidente no cargo.

Por sua vez, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, que acompanhou McMaster na entrevista coletiva, reiterou que os EUA "não se manterão quietos enquanto a Venezuela continua o seu colapso" e acrescentou que o governo americano estuda "sanções adicionais. Todas as opções estão sobre a mesa", disse.

Mnunchin evitou, no entanto, oferecer detalhes sobre possíveis sanções econômicas ao setor petroleiro venezuelano, como foi discutido nas últimas semanas, elemento chave da economia da Venezuela e que representa mais de 90% de suas exportações.

Segundo o Ministério Público, dez pessoas morreram em protestos durante a votação da Assembleia Nacional Constituinte no último domingo, o que eleva para 121 o número de motos desde o último dia 1º de abril, quando teve início uma onda de manifestações contra o governo venezuelano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos