PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Chefe de negociação diz que UE vai avaliar pedido de transição do Reino Unido

25/09/2017 13h58

Bruxelas, 25 set (EFE).- O chefe de negociação da União Europeia para o "Brexit", Michel Barnier, disse nesta segunda-feira que os membros do bloco precisam decidir se estão interessados na proposta do Reino Unido de adotar um período de transição que permitiria ao país permanecer com acesso ao mercado único europeu após 2019.

"A UE deverá decidir se esse período de transição é de seu interesse. Se for, o Reino Unido deverá respeitar na totalidade o marco jurídico e financeiro da UE", disse Barnier em entrevista coletiva após participar de uma reunião com representantes dos 27 países do bloco antes de iniciar a quarta rodada de negociações com os britânicos sobre o "Brexit".

Barnier disse que agora é preciso que o Reino Unido "traduza" nas negociações essa proposta, que foi feita pela primeira-ministra britânica, Theresa May, em um discurso em Florença, na Itália, realizado na última sexta-feira.

O chefe de negociação da UE explicou que as diretrizes dadas pelo Conselho Europeu para o "Brexit" previam essa transição, que permitiria que o Reino Unido tivesse acesso ao mercado do bloco depois de concretizar sua saída, em março de 2019.

Barnier disse que a discussão sobre o pedido acontecerá porque o Reino Unido fez a solicitação, mas esclareceu que isso não exime o país da necessidade de conseguir "progressos significativos" nos três pontos-chave que compõem a primeira fase das negociações: o direitos dos cidadãos europeus, a conta da saída e a fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.

"É mais necessário do que nunca para criar confiança em respeito à futura relação. É o Reino Unido quem está pedindo um período de transição, não nós", afirmou Barnier.

Internacional