PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Babis deve ser nomeado primeiro-ministro tcheco apesar de suspeita de fraude

23/11/2017 12h10

Praga, 23 nov (EFE).- Andrej Babis, ganhador das eleições tchecas de outubro, será nomeado primeiro-ministro no dia 6 de dezembro apesar de estar sendo investigado por fraude e apesar dos problemas que está tendo para encontrar parceiros para formar Governo, informou nesta quinta-feira a televisão pública "CT24".

Esse meio, que não cita nenhuma fonte, assegura que o presidente, Milos Zeman, planeja também aceitar em meados de dezembro os ministros que Babis propor para formar um Governo em minoria, já que até o momento não alcançou o apoio de nenhuma das outras oito formações do Parlamento.

Babis e sua populista Aliança de Cidadãos Descontentamentos (ANO) ganharam as eleições com 29,64% dos votos e 78 dos 200 deputados da Câmara Baixa.

A polícia tcheca voltou a solicitar nesta semana a retirada da imunidade parlamentar de Babis, contra quem foi aberta uma investigação por suposto uso fraudulento de fundos públicos europeus.

Babis já tinha sido destituído em maio passado como vice-primeiro-ministro e responsável de Finanças, e em setembro perdeu sua imunidade parlamentar para ser investigado.

Após as eleições e vencer novamente uma ata de deputado, recuperou a sua condição de calculado.

O empresário e político é o segundo homem mais rico do país, segundo a revista "Forbes", com um patrimônio próximo a US$ 4 bilhões.

É proprietário do grupo agroindustrial Agrofert e controla dois jornais de tiragem nacional e outros meios de comunicação.

A polícia tem indícios de que Babis obteve ilegalmente dois milhões de euros para construir a sede de uma de suas empresas filiais, apesar desse tipo de ajuda estar reservada a pequenas e médias empresas.

Internacional