Estudante é morta durante protestos eleitorais na Tanzânia

Dar es Salaam, 17 fev (EFE).- Uma estudante morreu por um disparo da polícia na Tanzânia e outras quatro pessoas ficaram feridas durante um protesto pacífico em Dar es Salaam no marco das eleições legislativas parciais que são realizadas neste sábado no país.

O chefe policial Kazari Mambosasa confirmou que Akwilina Akwiline, estudante de primeiro ano do Instituto Nacional de Transporte (NIT em inglês), foi atingida por um disparo da polícia durante a noite passada.

A jovem participava de uma das marchas organizadas pelo partido opositor Chadema para pedir que a entidade que supervisiona as eleições dê as condições necessárias para que o pleito de hoje seja realizado com legalidade.

O comandante Mambosasa alegou que os protestantes atacaram com pedras a polícia, que dispersou o protesto com bombas de gás lacrimogêneo e tiros.

A Tanzânia procura hoje substituir os deputados da oposição que deixaram a cadeira no final do ano passado e se uniram ao governante Chama cha Mapinduzi (CCM), o que suscitou fortes críticas ao Governo por estar comprando os políticos para afundar a oposição.

A jornada eleitoral foi alvo de controvérsias, segundo reportou a imprensa local.

Além disso, em um dos centros de votação, uma pessoa saiu correndo com uma urna para depois devolvê-la poucos minutos depois, explicaram testemunhas.

Nesta semana, um membro do Chadema morreu após ser sequestrado e arrastado por um carro em Dar es Salaam, segundo denunciou à Efe o líder desta formação, Freeman Mbowe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos