PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Dados preliminares apontam Imran Khan como vencedor das eleições no Paquistão

27/07/2018 02h46

Islamabad, 27 jul (EFE).- O ex-jogador de críquete Imran Khan, do Pakistan Tehrik-e-Insaf (PTI), é apontado como o virtual ganhador das eleições gerais do Paquistão com 95% dos resultados não oficiais anunciados, embora o candidato já se autoproclamou ontem vencedor do polêmico pleito.

Segundo dados preliminares da Comissão Eleitoral do Paquistão (ECP), faltando a publicação dos resultados finais, o PTI obteve 110 das 272 cadeiras da Assembleia Nacional, seguida pela Liga Muçulmana do Paquistão (PML-n), de saída do governo, com 63 assentos.

O Partido Popular do Paquistão (PPP), presidido por Bilawal Bhutto, teria obtido 42.

Até o momento foram contabilizadas 251 das 272 cadeiras.

Khan já se proclamou vencedor na tarde de quinta-feira.

"Quero agradecer a Alá por esta oportunidade para servir o país", afirmou então o autoproclamado próximo primeiro-ministro do Paquistão, em discurso em sua residência em Islamabad.

O anúncio de sua vitória vem em meio a denúncias de fraude após o atraso de mais de um dia dos resultados das eleições, que a ECP atribuiu a problemas técnicos.

A ECP negou que tenha ocorrido uma manipulação na apuração dos votos.

A PML-n, do ex-primeiro-ministro de Nawaz Sharif, preso uma semana antes do pleito, afirmou que não reconhecerá os resultados por considerar que houve manipulação, pois representantes de seu partido foram expulsos de colégios eleitorais durante a apuração de votos.

Outros partidos como o PPP apoiaram suas denúncias.

Internacional