PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Díaz Canel diz que segue políticas de Castro e pede fim do embargo a Cuba

26/09/2018 14h59

ações Unidas, 26 set (EFE).- O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, expôs nesta quarta-feira o continuísmo de seu governo com as ideias políticas de Fidel Castro e pediu o fim do embargo dos Estados Unidos em seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

"Somos a continuidade, não a ruptura", expressou o sucessor de Raúl Castro, que agradeceu aos líderes mundiais por rejeitarem "a cada ano" de forma "quase unânime" o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto a Cuba.

"Apesar do bloqueio, da hostilidade e das ações que executadas pelos EUA para impor uma mudança de regime em Cuba, aqui está a Revolução Cubana, viva e pujante, fiel a seus princípios", afirmou.

Internacional