Topo

Em meio a protestos, Maduro chega para festa da posse de López Obrador

ALEXANDRE MENEGHINI/REUTERS
Homem protesta contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, durante a posse de Andrés Manuel López Obrador no México Imagem: ALEXANDRE MENEGHINI/REUTERS

Da EFE, na Cidade do México

01/12/2018 19h01

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chegou à Cidade do México para participar da recepção organizada pelo novo presidente do país, Andrés Manuel López Obrador, que tomou posse neste sábado.

A previsão inicial era que Maduro participasse da cerimônia de transferência da faixa presidencial, no Congresso da União, mas seu voo não chegou a tempo. Com o atraso, o presidente venezuelano foi direto para o Palácio Nacional, onde López Obrador recebe os líderes que prestigiaram sua posse, acompanhado da esposa, Cilia Flores.

A visita de Maduro gerou uma série de críticas no México, especialmente por parte de partidos da direita no país.

Além disso, nos arredores do Congresso da União, onde López Obrador tomou posse, vários manifestantes protestaram contra a presença de Maduro no México. Alguns levaram cartazes chamando o presidente venezuelano de "assassino" e de "traidor".

Dentro do Congresso, antes de López Obrador discursar após a posse, deputados do conservador Partido Ação Nacional penduraram um cartaz que dizia que Maduro não era bem-vindo no México.

No discurso, López Obrador agradeceu a presença de todos os líderes internacionais que vieram à capital mexicana para o evento, citando especificamente Maduro.

Ao ouvir o nome do presidente venezuelano, boa parte dos parlamentares presentes gritou chamou Maduro de "ditador" como forma de protesto.