Topo

Trump ordena que bandeiras dos EUA fiquem a meio mastro por morte de Bush pai

Evan Vucci/AP
Trump (à esq.): "Bush guiou nossa nação e o mundo a um pacífico e vitorioso fim da Guerra Fria" Imagem: Evan Vucci/AP

Da Agência Efe, em Washington

01/12/2018 14h39

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou neste sábado (1) que as bandeiras do país na Casa Branca e demais órgãos do governo federal fiquem a meio mastro durante os próximos 30 dias em memória do ex-presidente George H. W. Bush, que morreu na noite de ontem, aos 94 anos.

Em comunicado, Trump e a primeira-dama, Melania, lamentaram a morte de Bush pai, destacando que o ex-presidente foi o responsável por guiar os EUA e o mundo ao vitorioso fim da Guerra Fria.

"Com bom critério, bom senso e uma liderança imperturbável, o presidente Bush guiou nossa nação e o mundo a um pacífico e vitorioso fim da Guerra Fria", declarou Trump na nota.

Pouco antes de decretar luto oficial, Trump cancelou a entrevista coletiva que concederia ao término da cúpula do G20, realizada em Buenos Aires, por respeito à família Bush. Além disso, a Casa Branca já confirmou que o presidente e a primeira-dama estarão no funeral de George H. W. Bush, que deve ser realizado em Washington.

No comunicado, Sanders explicou que Trump deve conversar amanhã com o ex-presidente George W. Bush (2001-2009), filho de George H. W. Bush, para prestar condolências em nome do país.

Além disso, a Casa Branca afirmou que Trump decretará a próxima quarta-feira, 5 de dezembro, como dia da memória de Bush pai.