PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Mineradores escavam metade da galeria para chegar a Julen

Em Málaga (Espanha)

25/01/2019 11h42

Os mineradores que participam do resgate de Julen, o menino de dois anos que caiu em um poço em Málaga, no sul da Espanha, no último dia 13, já escavaram metade da galeria que leva ao local onde acredita-se que ele esteja.

O presidente do Consórcio dos Bombeiros da província de Málaga, Francisco Delgado Bonilla, afirmou que o trabalho está sendo desenvolvido dentro do esperado em Totalán. Em uma operação sem precedentes, os mineradores espanhóis especialistas em resgates trabalham desde ontem para abrir um caminho que ligue o poço ao túnel paralelo já escavado.

O fato ocorreu no dia 13 de janeiro. Julen brincava quando caiu em um poço de prospecção de água de 25 centímetros de diâmetro e 107 metros de comprimento.

Desde então, uma equipe de 300 pessoas trabalha no seu resgate. Depois de diversos contratempos, principalmente devido ao tipo de terreno, os especialistas escavam manualmente desde ontem essa galeria de quatro metros que comunica o poço ao túnel. A operação é bastante trabalhosa, já que só é possível subir e descer em duplas.

Bonilla destacou que, apesar da dificuldade do trabalho e da extrema rigidez das rochas, tudo caminha bem em um resgate qualificado como "inédito". Ele informou que já foram feitas duas microexplosões por conta da rigidez do terreno e que no momento é preferível não falar de prazos.

"Vamos avançando com a segurança necessária, nada ao acaso", disse, destacando que é preciso zelar pela segurança das pessoas que estão trabalhando.

Internacional