PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Homens vestidos de Jesus e Satã protestam contra pré-candidato gay nos EUA

Manifestantes homofóbicos protestam contra Pete Buttigieg, candidato democrata à presidência dos EUA e abertamente homosexual - AFP
Manifestantes homofóbicos protestam contra Pete Buttigieg, candidato democrata à presidência dos EUA e abertamente homosexual Imagem: AFP

17/04/2019 17h07

Representando um Satã vestido de vermelho, um Jesus com a cruz nas costas e um falso Pete Buttigieg, três manifestantes interromperam um ato de campanha do prefeito de South Bend (Indiana) e pré-candidato democrata para as eleições de 2020 nos Estados Unidos, segundo informou nesta quarta-feira a imprensa local.

Em uma cena que logo viralizou nas redes sociais, segundo o site jornalístico "The Hill", Satanás discursava ao falso Buttigieg enquanto castigava Jesus crucificado.

Ainda de acordo com o site, o protesto aconteceu um dia depois que manifestantes gritaram palavras de ordem a Buttigieg sobre as cidades bíblicas de Sodoma e Gomorra, mas foram aplacados pelas mais de mil pessoas que se encontravam no local e cantaram o nome do prefeito em resposta.

Buttigieg, que formalizou no domingo passado sua entrada na corrida pela candidatura democrata à Casa Branca, participou nesta quarta-feira em um encontro com moradores da cidade de Marshalltown, em Iowa.

O prefeito, que é o primeiro pré-candidato à Casa Branca abertamente gay, oficializou sua candidatura no domingo diante de mais de 6.000 entusiasmados apoiadores, com um discurso no qual reivindicou a necessidade de uma passagem geracional para tirar do poder o atual presidente, o republicano Donald Trump.

Buttigieg, de 37 anos, gerou uma comoção surpreendente entre os eleitores, devido em parte ao seu atípico perfil: jovem, homossexual, progressista, filho de imigrantes, veterano na guerra do Afeganistão, formado em Harvard e Oxford, e, além disso, toca piano e fala sete idiomas.

O carismático prefeito deverá concorrer com, pelo menos, outros 17 pré-candidatos nas primárias democratas.

Internacional