Topo

Terremoto de magnitude de 5,1 atinge Tóquio, mas sem registro de vítimas

Kazuhiro NOGI / AFP
Policial em frente do hotel onde que hospeda o presidente Donald Trump durante sua estadia em Tóquio, no Japão Imagem: Kazuhiro NOGI / AFP

2019-05-25T07:37:00

2019-05-25T10:27:52

25/05/2019 07h37Atualizada em 25/05/2019 10h27

Tóquio, 25 mai (EFE).- Um movimento sísmico com magnitude 5,1 na escala Richter foi sentido com força neste sábado na capital do Japão, mas não há relatos sobre vítimas ou danos materiais graves.

O tremor foi registrado às 15h20 locais (3h20 em Brasília) e teve seu epicentro situado a sudeste de Tóquio, na província de Chiba, a aproximadamente 40 quilômetros de profundidade, informou a Agência Meteorológica do Japão.

Em Tóquio, o terremoto registrou intensidade 4 na escala da agência japonesa, que vai de 0 a 7.

O epicentro foi situado perto da cidade de Mobara, próxima do campo onde o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve disputar uma rodada de golfe neste domingo com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Na cidade de Chonan, que fica cerca de 60 quilômetros a sudeste de Tóquio, a intensidade do terremoto foi ligeiramente maior, de 5 graus na escala japonesa.

O movimento sísmico foi registrado quase duas horas antes de o avião que trouxe Trump aterrissar em Tóquio.

O governo japonês informou que não há relatos de vítimas nem de prejuízos graves, e também não foi emitido nenhum alerta de tsunami.

Na última semana, a Agência Meteorológica de Japão registrou cerca de 30 movimentos sísmicos no país, com magnitudes entre 2, na escala Richter, até o registro de hoje, de 5,1.

No último dia 10, houve um terremoto com magnitude 6,3, que não deixou vítimas e cujo epicentro foi localizado a sudoeste de Japão.

O arquipélago japonês está localizado no chamado Círculo de Fogo do Pacífico, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência. Por isso, suas infraestruturas foram especialmente projetadas para aguentar tremores.

Mais Internacional