PUBLICIDADE
Topo

Portugal chega a 345 mortes por coronavírus com pico em asilos

Horacio Villalobos#Corbis/Corbis via Getty Images
Imagem: Horacio Villalobos#Corbis/Corbis via Getty Images

07/04/2020 14h25

Portugal divulgou nesta terça-feira o número de mortos por conta do novo coronavírus, que subiu para 345, além das infecções, que ultrapassa a marca de 12 mil.

De acordo com o último boletim divulgado pela Direção Geral de Saúde (DGS), existem 12.442 infectados e 345 pessoas morreram, o que coloca a taxa de mortalidade em 2,8% no total e em 10,7% para pacientes com mais de 70 anos.

A DGS constatou também um aumento de óbitos em asilos, com 15 casos em um lar para idosos em Aveiro, na região central do país.

Um total de 1.180 pessoas permanecem hospitalizadas, das quais 271 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

"A maioria dos residentes foi testada. Havia 120 pessoas", disse secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmando que 78 desses idosos tiveram resultado positivo.

Continuando com a estratégia de realizar testes em massa, ele anunciou que 10 mil serão distribuídos apenas na região Central.

A falta de material de proteção, como máscaras e desinfetantes para a população, é uma das queixas dos profissionais de saúde.

Em meio às críticas dos grupos de saúde, Sales disse hoje que foram feitos 1.440 contratos "de todas as áreas" para fortalecer os serviços hospitalares, especialmente após o contágio de 1.345 profissionais.

As autoridades insistiram hoje em pedir "prudência" diante de certas mensagens de otimismo que apareceram na imprensa portuguesa, que destacam uma desaceleração no aumento de infecções.

"Estamos em uma fase importante de combate à pandemia", destacou o secretário de Estado, pedindo para manter os esforços de distância social e recolhimento durante a Páscoa.

Coronavírus