PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

OMS estima que taxa real de letalidade do coronavírus seja de 0,6%

Taxa ainda é considerada alta devido a grande capacidade de transmissão - Getty Images
Taxa ainda é considerada alta devido a grande capacidade de transmissão Imagem: Getty Images

03/08/2020 13h41

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, a partir de alguns estudos, a taxa de letalidade da covid-19 esteja atualmente em 0,6%, o que é considerada "ainda muito alta", segundo explicou hoje a chefe do Departamento de Doenças Emergentes da agência, Maria Van Kerkhove.

De acordo com a especialista, esse é o número estimado de óbitos por casos de infecção pelo novo coronavírus, mesmo os não diagnosticados em testes. Atualmente, a porcentagem atual de 4%, retirada dos 686 mil falecimentos dentre os cerca de 17 milhões de casos, não é a letalidade real da doença.

O índice fica abaixo de 1%, segundo Van Kerkhove, pela grande quantidade de pessoas que manifestam sintomas leves da covid-19 e não chegam a ser submetidas a exame de diagnóstico.

Segundo a OMS a porcentagem está caindo, a partir da melhora na capacidade de tratamento dos casos mais graves, mas apesar de, à primeira vista, ser uma taxa baixa, mas ainda é considerada alta devido a grande capacidade de transmissão do patógeno.

O diretor-executivo para Emergências da Organização Mundial de Saúde, Mike Ryan, também falou sobre a situação de alerta, lembrando que na última pandemia declarada, da gripe A, em 2009, a taxa de letalidade era de 0,01%, ou seja, uma pessoa, entre cada 10 mil infectadas, morria.

"Este vírus é muito mais mortal, e isso indica que é preciso evitar se contaminar. É o principal. Embora os sintomas em alguns não seja grave, é preciso evitar transmitir a doença para outros. É muito importante ter solidariedade conjunta", disse.

Coronavírus