PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
2 meses

China anuncia ajuda a países pobres e pede que vírus não seja politizado

Vacinação em países pobres ainda está em ritmo lento - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Vacinação em países pobres ainda está em ritmo lento Imagem: Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

21/05/2021 21h46

A China investirá US$ 3 bilhões nos próximos três anos para ajudar os países em desenvolvimento a enfrentar as consequências da pandemia do coronavírus, segundo anunciou hoje o presidente Xi Jinping, que pediu ainda que o vírus não seja politizado, durante seu discurso no G20 da Saúde, realizado em Roma.

"Continuando nosso apoio à solidariedade global contra a Covid-19, anuncio que a China irá fornecer mais US$ 3 bilhões em ajuda internacional durante os próximos três anos em auxílio para a crise social e econômica nos países em desenvolvimento", declarou Xi por videoconferência.

A ajuda econômica será somada à distribuição de cerca de 300 milhões de doses de vacinas por parte da China, segundo esclareceu.

"Devemos permanecer juntos e promover a coordenação e a solidariedade e rejeitar as tentativas de politização do vírus", acrescentou.

Xi também propôs um fórum internacional para cooperar no desenvolvimento de vacinas e na sua distribuição "justa e igualitária" para trabalhar em conjunto em prol de "um futuro mais saudável para toda a humanidade".

Os líderes do G20 estão reunidos hoje sob a presidência rotativa da Itália para discutir a experiência da pandemia do coronavírus e buscar políticas para prevenir crises futuras e mitigar as consequências da atual.

A cúpula, que reúne políticos, cientistas e representantes da sociedade civil, é coordenada a partir de Roma pelo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, e pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Coronavírus