PUBLICIDADE
Topo

Política

Bolsonaro faz nova defesa por André Mendonça para o Supremo

Indicado por Bolsonaro, André Mendonça há três meses espera ter seu nome sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado - Carolina Antunes/Presidência da República
Indicado por Bolsonaro, André Mendonça há três meses espera ter seu nome sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Imagem: Carolina Antunes/Presidência da República

Ricardo Brito

13/10/2021 12h26Atualizada em 13/10/2021 12h26

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta quarta-feira novamente seu compromisso de ter um ministro evangélico no Supremo Tribunal Federal (STF) e fez um elogio público a seu indicado, André Mendonça, que há três meses espera ter seu nome sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

"Se Eldorado tem um presidente, se Deus quiser, brevemente Miracatu terá um ministro do Supremo Tribunal Federal", disse.

"À família de Miracatu, à família de André Mendonça, meus cumprimentos para este homem extremamente competente, capaz e inteligente, e dentro do meu compromisso de ter um evangélico para o Supremo Tribunal Federal",, emendou ele, durante cerimônia de entrega de títulos de terra a famílias assentadas em São Paulo.

O presidente da CCJ e ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem resistido a pautar a indicação de André Mendonça para a vaga do STF aberta com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello.

Política