PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Moçambique detecta primeiro caso de poliomielite em 30 anos

A infecção não tem cura, mas pode ser prevenida pela vacinação - iStock
A infecção não tem cura, mas pode ser prevenida pela vacinação Imagem: iStock

Wendell Roelf

18/05/2022 17h48

CIDADE DO CABO (Reuters) - Moçambique declarou nesta quarta-feira um surto de poliomielite depois que o vírus foi detectado em uma criança que vive na região de Tete, o primeiro caso do poliovírus no país em quase três décadas, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O caso, que marca o segundo caso importado de poliovírus selvagem no sul da África este ano após um surto no Malaui em fevereiro, foi detectado na criança que começou a apresentar paralisia no final de março, disse a OMS.

"A detecção de outro caso de poliovírus selvagem na África é muito preocupante... Mostra o quão perigoso é esse vírus e a rapidez com que pode se espalhar", afirmou Matshidiso Moeti, diretor regional da OMS para a África, em comunicado.

A poliomielite invade o sistema nervoso e pode causar paralisia irreversível em poucas horas. Não tem cura, mas a infecção pode ser prevenida pela vacinação. Uma redução drástica de casos em todo o mundo nas últimas décadas deve-se às intensas campanhas nacionais e regionais de imunização em bebês e crianças.

A OMS está apoiando vacinações em larga escala direcionadas a milhões de crianças no sul da África para impedir a propagação do vírus no continente, que foi declarado livre da pólio selvagem nativa em 2020, após eliminar todas as formas do vírus selvagem na África.

O sequenciamento genômico sugere que o caso recém-confirmado está ligado a uma cepa que começou a circular no Paquistão em 2019, semelhante ao caso relatado no Malaui este ano, acrescentou a OMS.

Internacional