Conteúdo publicado há 1 mês

Venezuela anuncia fechamento de embaixada e consulados no Equador

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta terça-feira o fechamento de sua embaixada e de dois consulados no Equador em protesto contra a prisão do ex-vice-presidente equatoriano Jorge Glas.

A Venezuela fechará sua embaixada e consulado em Quito e também a missão consular em Guayaquil.

"Que nosso pessoal diplomático volte imediatamente" e só retornará "até que a lei internacional seja expressamente restabelecida no Equador", disse Maduro em seu discurso durante uma cúpula da Celac, transmitida pela televisão estatal. O ministro da Informação, Freddy Ñáñez, também citou o presidente em uma mensagem em sua conta no X.

"As declarações do presidente (Daniel) Noboa dizendo que ele se orgulha de ter atacado a embaixada mexicana (...) são uma ameaça direta a todos os países que têm embaixadas no Equador", acrescentou Maduro.

A polícia equatoriana prendeu Glas, condenado duas vezes por corrupção, em 5 de abril e o retirou da embaixada mexicana, onde ele estava morando desde dezembro.

A prisão fez com que o México, que havia oferecido asilo político a Glas, suspendesse as relações diplomáticas com o Equador.

Deixe seu comentário

Só para assinantes