PUBLICIDADE
Topo

Igreja evangélica que deu origem a surto de Covid-19 na França é reaberta para cultos

Enfermeira manuseia kit para testar coronavírus  - INA FASSBENDER/AFP
Enfermeira manuseia kit para testar coronavírus Imagem: INA FASSBENDER/AFP

12/07/2020 14h24

Os cultos abertos ao público foram retomados neste domingo (12), com rigorosas medidas sanitárias, na igreja evangélica The Christian Open Door, em Mulhouse (Alto Reno), origem de um dos principais surtos da Covid-19 na França.

Essa igreja pentecostal - um ramo do protestantismo - no popular distrito de Bourtzwiller, perto da fronteira com a Alemanha, foi identificada, no início de março, como uma importante fonte de contaminação pelo novo coronavírus.

"Tudo correu bem, ficamos felizes. Houve muita emoção, para alguns foi como um renascimento", comentou a assessora de comunicações da Open Door, Nathalie Schnoebelen. "Foi muito emocionante finalmente poder voltar à igreja", acrescentou.

Enquanto antes da epidemia, cerca de 2.000 pessoas podiam participar dos cultos todos os domingos, dessa vez a capacidade máxima era limitada a 600 pessoas. "Podemos até aumentar um pouco mais no próximo domingo, vimos que poderíamos colocar um pouco mais de pessoas", completou Schnoebelen.

Somente fiéis inscritos previamente puderam passar pela equipe de segurança e participar do culto, organizado pelo pastor Samuel Peterschmitt, que havia contraído o vírus no final de fevereiro. "Pela primeira vez [com público] era importante que fosse ele", disse a responsável pela comunicação da entidade.

Vetor de contaminação

A Christian Open Door é uma igreja evangélica protestante fundada em 1965 e afiliada ao Conselho Nacional de Evangélicos da França (Cnef). O órgão registrou 72 mortes por coronavírus dentro do movimento evangélico, incluindo 31 na igreja de Mulhouse.

A epidemia se espalhou de Cotentin (Norte da França) para a Córsega e Guiana Francesa, depois que mais de 2.000 pessoas (incluindo cerca de 300 crianças) vindas de toda a França, inclusive do exterior e de países vizinhos como Suíça, Bélgica e Alemanha, reuniram-se nesta igreja, de 17 a 24 de fevereiro, como parte da Semana de Jejum e Oração.

Medidas rigorosas

A partir de agora, "o uso da máscara será obrigatório assim que o fiel entrar na igreja", alerta a página de inscrição para os cultos na internet. "Motoristas, certifiquem-se de usar a máscara ao chegar ao estacionamento", recomendam os organizadores. "Se você tiver sintomas de Covid-19 (...), nós o convidamos a ficar em casa e consultar seu médico", completa o aviso.

O ácool em gel estava disponível na entrada das instalações. "Uma equipe de recepção" era responsável por acompanhar os fiéis aos seus lugares e indicar a eles, ao final do serviço, a saída. Desde março, os cultos da igreja evangélica eram transmitidos no domingo pela manhã pela internet.

Coronavírus