PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

França abre vacinação para todos, sem distinção de idade

França abre vacinação para todos, sem distinção de idade - Mehdi Taamallah/NurPhoto via Getty Images
França abre vacinação para todos, sem distinção de idade Imagem: Mehdi Taamallah/NurPhoto via Getty Images

12/05/2021 15h41

A partir desta quarta-feira (12), a vacinação contra a Covid-19 está acessível para todos na França. A campanha de imunização, que até então respeitava critérios ligados à idade ou comorbidades, entra em uma nova fase como o objetivo de alcançar a meta de 20 milhões de primeiras doses administradas até meados de maio.

Qualquer pessoa acima de 18 anos pode se vacinar contra a Covid-19 na França a partir de agora. Quem estiver interessado, tem que marcar horário na véspera, para ser imunizado no dia seguinte.

No entanto, o dispositivo de marcação ainda impõe um obstáculo, pois apenas as doses que sobram no final do dia estão disponíveis para quem tem menos de 55 anos. As pessoas consideradas prioritárias - maiores de 55 anos ou com comorbidades - continuam podendo escolher a data da imunização com mais antecedência.

Esse sistema foi implementado pois os centros de vacinação vinham registrando sobras de doses, geralmente porque as pessoas que marcavam horário nem sempre compareciam. Segundo o ministério francês da Saúde, entre 15 mil e 20 mil doses que deveriam ser administradas ficavam nas geladeiras diariamente. E são essas injeções que serão disponibilizadas aos públicos considerados não prioritários.

A campanha de vacinação na França é organizada principalmente por meio de plataformas digitais, como Doctolib, nas quais é possível marcar a imunização nos postos onde há doses disponíveis. Desde terça-feira (11), o sistema registrou uma alta de pessoas mais jovens, que começaram a marcar horários para a vacinação já no primeiro dia dessa etapa de aceleração.

AstraZeneca: boicotada e restrita aos mais velhos

Quem se beneficia dessa nova fase da campanha da vacinação geralmente é imunizado com as vacinas da Pfizer ou da Moderna. O fármaco da AstraZeneca é administrado apenas aos maiores de 55 anos. As vacinas chinesa - usada no Brasil - e russa não foram autorizadas na França.

O produto da AstraZeneca, que foi boicotado em vários países em razão dos raros casos de efeitos colaterais graves registrados pelo mundo, continua enfrentando resistência na França. Uma situação que não deve mudar tão cedo, já que o Alta Autoridade de Saúde do país reiterou nessa quarta-feira que a vacina da AstraZeneca continuará restrita aos mais velhos.

Mais de 18 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina na França, país de 66 milhões de habitantes. Os números são proporcionalmente inferiores a alguns vizinhos europeus, como a Inglaterra, onde dois terços da população recebeu a primeira dose e um terço já foi totalmente imunizada.

Internacional