Violência no Rio

Força Nacional atuará no Rio e no ES até depois do Carnaval

A autorização para o envio da Força Nacional para o Espírito Santo e o Rio de Janeiro foi publicada nesta quarta-feira (15) no Diário Oficial da União. De acordo com as portarias, o efetivo da Força Nacional, cujo tamanho é definido pelos governos estaduais e pelo Ministério da Justiça, ficará no Espírito Santo por 20 dias (até 5 de março) e no Rio de Janeiro até 2 de março. Assim, o reforço permanece nos dois Estados até depois do Carnaval.

Os textos assinados pelo ministro interino da Justiça, José Levi de Mello, são datados de 13 de fevereiro, a última segunda-feira.

Além disso, a portaria permitindo envio da Força Nacional ao Rio de Janeiro especifica que o contingente será utilizado para "exercer ações de polícia ostensiva de forma integrada com a Polícia Militar, no Palácio da Guanabara e Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro)".

Esses dois locais têm sido alvo de fortes manifestações em decorrência das medidas de ajuste que o Estado precisa aprovar em troca da entrada no programa federal de repactuação da sua dívida.

Forças Armadas

Ontem, o presidente Michel Temer autorizou o uso das Forças Armadas para a garantia da lei e da ordem na região metropolitana do Rio.

"É uma operação conjunta. As Forças Armadas, de segurança pública e a Força Nacional coordenam suas tarefas e cada um recebe uma área de responsabilidade onde vai exercer ação de polícia, inclusive a Guarda Municipal. A ideia é produzir sinergia de forma que a PM tenha liberação de seu efetivo", explicou o general Mauro Sinott, comandante da 1ª Divisão do Exército.

A Baixada Fluminense, área crítica do Estado, continuará sendo monitorada pela PM do Rio. Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungmann, não houve pedido especial para patrulhamento de comunidades.

Tiroteio com morte

Na primeira ocorrência das Forças Armadas desde ontem, um homem foi morto em uma troca de tiros com fuzileiros navais na zona portuária do Rio de Janeiro na manhã desta quarta. Segundo informações preliminares do CML (Comando Militar do Leste), ele participava de uma tentativa de assalto na região, nas proximidades da Rodoviária Novo Rio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos