PUBLICIDADE
Topo

Política

Bolsonaro queria pescar com Queiroz e teme "bomba" em Flávio, diz Joice

22/12/2019 02h00

Chamada de traidora por grande parte do eleitorado que a elegeu, a nova deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), agora lida com contradições e ressentimentos em torno do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e sua família.

A ex-aliada do governo, que se considerava uma filha do presidente, ganhou língua afiada para criticar o grupo. Ao mesmo tempo, evita dizer que rompeu definitivamente com o governo, à sombra da perda de mais de 730 mil seguidores nas redes, desde que brigou com a família.

Em entrevista ao UOL e à Folha, em Brasília, Joice é dura ao comentar o caso do senador Flávio Bolsonaro, seu ex-assessor Fabrício Queiroz e suas movimentações financeiras atípicas — apesar de a investigação ter sido divulgada há cerca de um ano, quando a deputada ainda era ligada à família do presidente.

Joice diz saber que Bolsonaro teme que estoure essa "bomba" no colo do Flávio, o que para ela é uma "questão de tempo". Também afirma não colocar "um dedo mindinho no fogo" pelo senador. "Não sou hipócrita, não vou passar a mão em cabeça de corrupto", diz.

Sobre o presidente, a deputada afirma ter ouvido de um palaciano que o que Bolsonaro mais queria, neste final de semana, era pescar com Queiroz. "Era a diversão dele no final de semana, sair para pescar com Queiroz, aquela coisa toda."

Política