PUBLICIDADE
Topo

Advogada de médicos diz que teve escritório invadido após reunir provas contra Prevent Senior

28/09/2021 12h29

Bruna Morato, advogada dos médicos da Prevent Senior que elaboraram dossiê contra a operadora citando irregularidades no combate à covid-19, afirmou que, depois que passou a receber os relatos de seus clientes, teve o prédio onde funciona seu escritório de advocacia invadido.

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.