PUBLICIDADE
Topo

Renan Calheiros ataca Precisa Medicamentos e aponta má intenção de Bolsonaro

20/10/2021 14h26

O vice-presidente da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), atacou a Precisa Medicamentos em seu discurso. Ao falar sobre a compra suspeita das vacinas Covaxin o emedebista apontou a falta de interesse do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) na compra de vacinas mais baratas e com "procedimentos de segurança e eficácia mais transparentes", disse. Segundo Renan Calheiros, a opção do governo em não proceder com a contratação das vacinas da Pfizer, Moderna, Janssen e CoronaVac foi para "favorecer a negociação desses atravessadores e aproveitadores".

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.