Turista americano é preso no Rio após dar calote de R$ 15 mil em hotel; R$ 6.000 em caipirinha

Do UOL, no Rio

  • Reprodução/"TV Globo"

    O turista americano Robert Scott, 63, que deu um calote de cerca de R$ 15 mil em um hotel; R$ 6 mil apenas com doses de caipirinha

    O turista americano Robert Scott, 63, que deu um calote de cerca de R$ 15 mil em um hotel; R$ 6 mil apenas com doses de caipirinha

Agentes da 12ª DP (Copacabana) prenderam na manhã desta quinta-feira (10) um turista americano que tentava deixar o Brasil após dar um calote de cerca de R$ 15 mil em um hotel cinco estrelas situado em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

Robert Scott, 63, teria gastado mais de R$ 6.000 apenas com doses de caipirinha, segundo a polícia.

O turista foi detido minutos antes do horário previsto para embarque no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, na zona norte da cidade. Na versão dele, o cancelamento de seu cartão de crédito impossibilitou o pagamento da fatura.

Além disso, o homem preso alegou que teria problemas cardíacos e precisava voltar aos Estados Unidos o mais rápido possível em função de um tratamento médico.

Para a polícia, os esclarecimentos são totalmente contraditórios, já que o americano de 63 anos ingeriu uma grande quantidade de bebida alcóolica.

Considerando as despesas de R$ 6.000 somente com capirinhas, e supondo que o preço de cada dose seja de R$ 20, Scott teria consumido pelo menos 300 doses de caipirinha em apenas 12 dias.

Os representantes do hotel -- que fica na avenida Atlântica, com vista para a praia de Copacabana -- afirmaram que não vão comentar o caso.

Scott estava no Rio de Janeiro há 13 dias e sua última diária no estabelecimento se encerrou por volta de 12h desta quinta-feira (10).

A Polícia Civil explicou que o turista estará sujeito a indiciamento nos artigos 176 (usufruir de serviços sem dispor de recursos para efetuar o pagamento) ou 171 (obter vantagem por meio de fraude).

Se Scott for denunciado por atitude fraudulenta, a pena prevista é de um a cinco anos de prisão.

A polícia informou ainda que o Consulado Americano já foi notificado a respeito da prisão do turista. Scott foi liberado para regressar aos Estados Unidos depois que a polícia negociou com a família do turista o pagamento da conta.

Antes de deixar a DP, o americano assinou um termo de compromisso pelo qual se compromete a retornar ao Brasil com o objetivo de prestar futuros esclarecimentos à Justiça.

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos