Um mês após tragédia, dia de homenagens em Santa Maria (RS) começa com "minuto de barulho"

Thiago Varella
Do UOL, em Santa Maria (RS)

Incêndio em boate de Santa Maria (RS)
Incêndio em boate de Santa Maria (RS)

Centenas de amigos e parentes de vítimas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), se reuniram na manhã desta quarta-feira (27), dia em que a tragédia completa um mês, para fazer "um minuto de barulho".

A homenagem às vítimas começou às 8h com um buzinaço pelas ruas da cidade e uma longa salva de palmas que durou três minutos.

Em seguida, os familiares se abraçaram. O ato terminou com um Pai-Nosso coletivo sendo rezado no centro da praça.

O presidente da Associação de Pais e Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia em Santa Maria e organizador do evento, Adherbal Alves Ferreira, 48, disse ter ficado satisfeito com a homenagem.

"A gente se sente orgulhoso que as pessoas vieram. A gente precisava mostrar ao mundo nossa dor e, ao mesmo tempo, a alegria dos que morreram representadas no barulho", afirmou.

Durante toda a homenagem, Ferreira e os outros pais se emocionaram muito. Alguns precisaram até do auxílio de uma psicóloga da Cruz Vermelha, que ajudava no local.

Para Ketlen Giovana da Silva, 23, que perdeu a irmã Taís, 18, e a amiga Priscila, 20, na tragédia, o evento serviu para compartilhar a dor e os sentimentos com as outras famílias.

"Elas eram alegres, mas o evento é de tristeza. Os dias têm sido de muita dor", disse.

O dia em que a tragédia completa um mês ainda terá várias outras homenagens pela cidade'.

Às 19h, uma caminhada sairá da praça Saldanha Marinho, cobrando justiça das autoridades. Às 20h, um missa será celebrada na Basílica da Medianeira em homenagem às vítimas.

Notícias relacionadas

 

Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos