Filha de Mursi afirma que dublê se passa por seu pai em julgamento

Em Roma

  • EFE

    Imagem de arquivo pessoal mostra Paolo Bosusco (esquerda) ao lado de membros de tribo indiana

    Imagem de arquivo pessoal mostra Paolo Bosusco (esquerda) ao lado de membros de tribo indiana

Cairo, 12 abr (EFE).- A filha do deposto presidente egípcio Mohammed Mursi, Shaimaa Mursi, considera que o homem que comparace nos julgamentos contra seu pai é um dublê do ex-mandatário e que este permanece em paradeiro desconhecido, segundo uma mensagem divulgado em sua página do Facebook.

Para sustentar esta denúncia, Shaimaa publica duas fotografias, uma de seu pai posando na poltrona presidencial e a outra capturada das imagens da televisão estatal em uma suposta sessão do julgamento do ex-dirigente.

"O da foto da direita é meu pai, o da esquerda não, tenho certeza, olhem bem. Elegi uma imagem na qual tem a mesma expressão para que possam comparar os rostos", afirnma em uma nota sob as duas imagens.

A filha de Mursi conclui que "quem está atrás das grades não é o presidente".

Hoje estava prevista uma nova sessão do julgamento de Mursi e de outros 14 dirigentes da Irmandade Muçulmana, acusados da morte de manifestantes durante os incidentes ocorridos contra o Palácio Presidencial de Al Itihadiya, em 5 de dezembro de 2012.

A sessão foi adiada para amanhã para escutar várias testemunhas, entre eles o atual ministro do Interior, Mohammed Ibrahim, e seu antecessor, Ahmed Gamaledin.

Mursi, deposto pelo Exército em 3 de julho de 2013, enfrenta outros julgamentos por espionagem e por fugir de uma prisão, entre outros delitos.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos