Carla Araújo

Carla Araújo

Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Bolsonaro diz que não foi convidado para posse de Cármen Lúcia no TSE

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que não foi convidado para a posse da ministra Cármen Lúcia como presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A cerimônia aconteceu na noite desta segunda-feira (3) na sede do tribunal em Brasília.

O convite ao presidente da República e a ex-presidentes é uma praxe, mas segundo uma fonte ligada a Bolsonaro, ele disse a aliados, há cerca de meia hora, que "não chegou nenhum convite nas minhas mãos". Questionado pelo UOL sobre a presença do ex-presidente, o TSE ainda não se manifestou. Nenhum ex-presidente compareceu à posse de Cármen Lúcia nesta noite.

Na semana passada, Cármen Lúcia e o ministro Kassio Nunes Marques, que será o novo vice do TSE, foram ao Palácio do Planalto fazer pessoalmente um convite a Lula (PT). O presidente compareceu à posse e sentou-se ao lado da ministra.

Cármen e Nunes Marques foram eleitos para dois anos de mandato e ficarão à frente do tribunal durante a eleição municipal de 2024.

A posse de Alexandre de Moraes no TSE, em 2022, ficou famosa por reunir o então presidente Bolsonaro e quatro ex-presidentes: Lula, Michel Temer (MDB), Dilma Rousseff (PT) e José Sarney (MDB). Fernando Henrique Cardoso (PSDB) não compareceu por motivos de saúde, e Fernando Collor (PTB) optou por participar de um ato de campanha no mesmo dia - à época, ele era candidato ao governo de Alagoas.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Deixe seu comentário

Só para assinantes