PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Coluna na Folha: "Round 6, "Encerramento" e o lucro da Netflix

Cena de "Round 6" - Netflix
Cena de 'Round 6' Imagem: Netflix
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

21/10/2021 19h01

A Netflix monopolizou todas as conversas sobre televisão nos últimos 30 dias. Primeiro, com o lançamento de "Round 6", em 17 de setembro. Depois, com a estreia de "Encerramento", em 5 de outubro. Posteriormente, com notícias sobre esses dois programas entrelaçadas de forma inesperada. E, por fim, com o anúncio do lucro e do crescimento da empresa no último trimestre.
(...)
Tão violenta quanto óbvia, "Round 6" coroa o plano da Netflix de investimento em suas filiais ao redor do mundo na produção de histórias universais e algum tempero local. "Viajar bem" é a missão --e que a campeã tenha sido uma série com essas características diz muito sobre o estado do humor das plateias.
(...)
Negócios são negócios. Os dados do terceiro trimestre, divulgados terça-feira (19), trouxeram boas notícias para os acionistas, indicando que a Netflix segue crescendo em faturamento e número de assinantes (são agora 214 milhões). Mas a melhor notícia, na minha opinião, é a empresa ter resistido a qualquer forma de restrição a "Encerramento", compreendendo que neste negócio não é possível agradar a todos ao mesmo tempo.

Íntegra aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL