PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Mirando público jovem, Globo exibirá três horas diárias de Jogos de inverno

A Globo aposta em esportes radicais na cobertura dos Jogos de Inverno 2022 - Reprodução / Internet
A Globo aposta em esportes radicais na cobertura dos Jogos de Inverno 2022 Imagem: Reprodução / Internet
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o "Lance!" e a "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Adeus, Controle Remoto" (editora Arquipélago, 2016), "História do Lance! ? Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo? (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011). Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Colunista do UOL

18/01/2022 13h52

Num investimento que chama a atenção, a Globo está anunciando que fará uma cobertura extensiva dos Jogos Olímpicos de inverno, na China, a partir de 4 de fevereiro.

Motivada pelo sucesso da cobertura do surfe e do skate nos Jogos de Tóquio, no ano passado, que atraiu um público mais jovem, a emissora decidiu apostar nos esportes radicais de inverno, como patinação, esqui e snowboard.

O fuso horário também favorece a opção de abrir três horas diárias da grade na TV aberta para transmissões esportivas, incluindo compactos das cerimônias de abertura e encerramento, além de flashes em programas e matérias nos telejornais.

Na TV paga, o SporTV promete a sua maior cobertura na história do evento, com cerca de 230 horas de transmissão, incluindo um novo programa diário, "Zero Grau", sob o comando do jornalista Carlos Gil. Serão mais de 14 horas diárias de programação, a maior parte concentrada no SporTV 2. O canal também vai transmitir ao vivo as cerimônias de abertura e encerramento.

Segundo a empresa, cerca de 150 profissionais participrão da cobertura. Uma equipe de dez pessoas vai viajar para a China para acompanhar o dia a dia de competições, incluindo os repórteres Guilherme Roseguini, José Renato Ambrósio e Rodrigo Franco. Os canais contarão, ainda, com 15 comentaristas especializados nas modalidades de inverno.