Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos

Pesquisa que indicaria rejeição a Bolsonaro entre presos não foi feita

Reprodução/Facebook
Imagem divulgada nas redes sociais Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

08/08/2018 15h56

A informação que circula nas redes sociais sobre uma pesquisa de intenção de voto que teria sido realizada em presídios brasileiros e cujo resultado mostra que o candidato Jair Bolsonaro teria 100% de rejeição entre os presos não é verdadeira.

A informação falsa foi compartilhada milhares de vezes em redes como Facebook e Twitter e dá conta de uma consulta que teria sido realizada com 13 mil detentos em 450 presídios e 150 delegacias de todo o país.

De acordo com a assessoria de comunicação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para que uma empresa faça pesquisa nos presídios, ela precisa de autorização da Justiça. Além disso, o levantamento deve ser registrado junto ao TSE pela empresa pesquisadora e os dados sobre sua realização devem estar disponíveis no site do Tribunal. Não há registros de nenhuma pesquisa de intenção de voto realizada em presídios e delegacias no período em que a informação foi publicada nas redes sociais.

O Comprova consultou também a editoria de política do portal “G1”, que negou a publicação da notícia. O Comprova identificou duas versões desse boato. Uma tem origem em um post no Facebook, a outra é uma montagem produzida para parecer uma notícia publicada no “G1”.

A imagem é, portanto, enganosa e foi digitalmente alterada.

A primeira menção a esta falsa notícia que localizamos data de 18 de julho. É um meme divulgado pela página “MovimentoIndependentBR”. A página “SomostodosBolsonaro” também replicou a imagem. Um policial militar e pré-candidato a deputado federal pelo PSL, Daniel Silveira, gravou um vídeo onde divulga a falsa informação.

O Comprova é um projeto integrado por 24 empresas brasileiras de mídia que investiga e explica rumores, conteúdo forjado e táticas de manipulação associadas às eleições presidenciais do Brasil.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero receber

Mais UOL Confere