PUBLICIDADE
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


UOL Confere

Haddad não afirmou que governo deve decidir o gênero das crianças

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

25/09/2018 17h25Atualizada em 26/09/2018 17h14

Ao contrário do que afirma um meme que viralizou no Facebook, não há registro de que o candidato a presidente Fernando Haddad (PT) tenha afirmado que o governo deve decidir sobre o gênero das crianças. Trata-se, portanto, de uma peça falsa.

O meme atribui ao petista a seguinte declaração: “Ao completar 5 anos de idade, a criança passa a ser propriedade do estado! Cabe a nós decidir se menino será menina e vice-versa!”.

Em pesquisas com as palavras-chave “criança”, “propriedade” e “estado”, o projeto Comprova não encontrou nenhuma referência a falas de Haddad nesse sentido. O Comprova usou as ferramentas de busca do Google, YouTube, Facebook, Twitter e fez buscas em portais de notícias.

No programa de governo da candidatura do PT a palavra “criança” aparece 18 vezes, mas em nenhum trecho o termo é utilizado no mesmo sentido do boato. No documento, há referências ao combate da mortalidade infantil, à repressão do trabalho de crianças e a incentivos à educação, além de prevenção ao abandono e à violência.

A assessoria do presidenciável afirmou que Haddad nunca fez tal declaração. A coligação do candidato entrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com um pedido para que o falso conteúdo fosse retirado do ar. Em decisão liminar, a Justiça determinou a retirada.

A postagem do meme feita na manhã deste domingo (23) de setembro, em uma página no Facebook teve 152 mil compartilhamentos até o início da tarde desta terça-feira (25). O meme também foi compartilhado pelo WhatsApp. 

A agência “Aos Fatos” e o site “Boatos.org” também desmentiram o post com a falsa declaração.

Agora o material foi verificado pelo UOL, pelo jornal “O Estado de S.Paulo” e pelo “Nexo”, além de outros integrantes do projeto Comprova: “Band”, “Jornal do Commercio”, agência “AFP” e “Poder360”.

O Comprova é um projeto integrado por 24 veículos de imprensa brasileiros que descobre, investiga e explica rumores, conteúdo forjado e táticas de manipulação associados a políticas públicas. Envie sua pergunta ou denúncia de boato pelo WhatsApp 11 97795 0022.

UOL Confere