Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Ministros do STF não aprovaram "auxílio pet shop"

É falsa a notícia de que o STF teria aprovado auxílio pet shop para os membros da corte - Reprodução
É falsa a notícia de que o STF teria aprovado auxílio pet shop para os membros da corte Imagem: Reprodução

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Corrente acusa ministros do STF de aprovarem benefício
  • Texto circula pelo Facebook e aplicativos de mensagem
  • Verba seria destinada para gastos com veterinário e odontologia
  • A história não é verdadeira. Os ministros do STF não têm o benefício

Uma corrente que circula pela internet acusa os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) de terem aprovado para si mais um benefício: o auxílio pet shop.

De acordo com o texto, que circula pelo Facebook e aplicativos de mensagem, esta seria uma verba destinada aos animais de estimação para gastos com veterinário e odontologia.

"Eles zombam do povo brasileiro!", reclama a mensagem.

FALSO: Não existe auxílio pet shop

A história não é verdadeira. Os ministros do STF não têm um benefício voltado aos seus animais de estimação ou nenhum gasto do tipo. Ao UOL, a assessoria de comunicação do tribunal negou as informações da corrente.

Além disso, não há registro de que este gasto exista. Todas as contas do STF são publicadas em seu site, conforme manda a legislação.

Ali, é possível ver quanto cada ministro ganha mensalmente, suas eventuais despesas cabíveis de reembolso, como passagens aéreas e veículos oficiais, e gastos do tribunal, como contas de água e de luz e até consumo de papel para impressora.

Os valores são atualizados mensalmente. Já é possível ver os gastos até agosto de 2019 e não há nenhuma menção a animais de estimação ou pet shops.

O UOL não conseguiu identificar de onde a corrente surgiu, mas detectou postagens do tipo desde julho deste ano.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere