Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Montagem faz confusão com indígena que foi com Bolsonaro à ONU

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Montagem diz que indígena que acompanhou Bolsonaro na ONU é filha de Damares
  • A informação é falsa; filha adotiva da ministra não viajou a Nova York
  • Indígena em questão é Ysani Kalapalo, que simpatiza com o governo Bolsonaro

Uma montagem que circula em aplicativos de mensagem questiona o apoio da indígena que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Nova York na semana passada. Segundo a corrente, ela seria filha da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

"Sabe aquela índia mentirosa que o Bolsonaro levou na ONU [Organização das Nações Unidas]. É filha da Damares", afirma o texto.

A corrente leva ainda cinco fotos da suposta filha de Damares: quatro com a ministra e outra com a primeira-dama Michelle Bolsonaro, tirada na assembleia da ONU.

FALSO: Filha de Damares não foi a Nova York

A corrente mistura informações e fotos. A ministra realmente adotou uma criança indígena, mas ela não acompanhou Bolsonaro na comitiva aos Estados Unidos.

A filha de Damares chama-se Kayutiti Kamayurá, conhecida como Lulu. De acordo com reportagem de janeiro da revista Época, ela tem 21 anos e nasceu na aldeia Kamayurá, no parque do Xingu, no Mato Grosso.

Já a indígena que acompanhou Bolsonaro na comitiva a Nova York chama-se Ysani Kalapalo. Ela ganhou notoriedade ao gravar vídeos sobre o dia a dia da sua aldeia, a Tehuhungu, também no Xingu, em um canal do YouTube.

Ela tem uma série de pautas que convergem com as posições do governo. Entre elas estão a defesa direta de Bolsonaro no episódio das queimadas recentes na Amazônia, a rejeição da participação de ONGs na Funai e a negação de liderança do cacique Raoni, citado pelo presidente no discurso da ONU.

Na própria montagem compartilhada nas redes sociais, é possível ver a diferença física entre a filha da ministra, presente nas quatro fotos com ela, e Ysani, na única foto com a primeira-dama.

As fotos com Damares foram retiradas do Instagram da ministra, enquanto a imagem com Michelle na ONU está na conta de Ysani.

Ao UOL, a pasta comandada por Damares também negou a informação. "A filha da ministra não esteve no evento", declarou o ministério, por meio de nota, referindo-se à assembleia da ONU.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Mais UOL Confere