Prefeitura, lojas, agências bancárias e ônibus atacados dão prejuízos de ao menos R$ 500 mil em Campinas

Fabiana Marchezi

Do UOL, em Campinas

Confira as melhores fotos dos protestos pelo Brasil
Confira as melhores fotos dos protestos pelo Brasil

Ao menos duas lojas foram saqueadas, e um supermercado, invadido durante o protesto que reuniu cerca de 35 mil pessoas na noite desta quinta-feira (20) em Campinas (93 km de São Paulo). O prédio da prefeitura foi atacado, e duas agências bancárias - do Itaú e do Bradesco – foram destruídas.

A Associação Comercial e Industrial de Campinas informou que ainda não tem um balanço dos prejuízos, tampouco o número exato de lojas atacadas. A limpeza no entorno do paço municipal, que estima prejuízos de mais de R$ 500 mil, começou a ser feita ainda na madrugada.

A comerciante Andressa Cardozo, dona de uma loja de noivas que fica na frente da prefeitura, ainda conta os prejuízos. "Por sorte, recolhemos as mercadorias da vitrine, mas um pouco levaram. Ainda não sei de quanto foi o prejuízo com os vestidos, fora o que vou gastar para arrumar a loja. Mas vou batalhar, e nenhuma das minhas noivas será prejudicada", disse.

A Transurc, associação das permissionárias do transporte coletivo de Campinas, disse que 12 ônibus que circulavam no centro da cidade foram depredados durante o protesto. A maioria teve os vidros quebrados, e os bancos, arrancados. Os passageiros tiveram de deixar os veículos, mas ninguém ficou ferido, segundo a associação. O prejuízo calculado pelas empresas é de cerca de R$ 30 mil.

Ao menos 34 pessoas – sendo 19 policiais - ficaram feridas, e oito foram levadas às delegacias do município por carregar bombas, por depredar o patrimônio público e por saquear lojas e estabelecimentos comerciais.

"Infelizmente, a manifestação, que estava bonita e tinha tudo para dar exemplo ao país, acabou em guerra por causa de uma minoria", disse o capitão da Polícia Militar Jaime de Souza.

Mais de 10 mil pessoas já confirmaram presença por meio das redes sociais em uma nova manifestação na cidade, marcada para as 17 horas desta sexta-feira, novamente em frente da prefeitura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos