PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Cocaína é achada dentro de bombons "Ouro Branco", e refugiada é presa em aeroporto

PF encontrou drogas escondidas dentro de bombons - Divulgação/Polícia Federal
PF encontrou drogas escondidas dentro de bombons Imagem: Divulgação/Polícia Federal

Demétrio Vecchioli

Colaboração para o UOL

24/08/2017 11h57

Por conta do alto valor pelo qual é revendida, a cocaína é também conhecida como "o ouro branco". Uma quadrilha, porém, levou a sério a associação e tentou enviar cerca de 6 quilos da droga dentro de bombons, entre eles os do tipo Ouro Branco e Sonho de Valsa, da marca Lacta. A Polícia Federal identificou que havia algo suspeito nos pacotes carregados por uma refugiada de Serra Leoa e a prendeu em flagrante na madrugada desta quinta-feira no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

De acordo com a Polícia Federal, a imigrante africana, que vivia no Brasil desde 2014 e se declarou cabeleireira, serviria como mula para levar a droga até Guiné, também na África, para onde ela tentou embarcar nesta quinta.

PF encontrou drogas escondidas dentro de bombons - 1 - Divulgação/Polícia Federal - Divulgação/Polícia Federal
Imagem: Divulgação/Polícia Federal

A PF não divulgou o nome da mulher detida, apenas informou que ela tem 34 anos, solicitou e teve concedido refúgio no Brasil - Serra Leoa não está mais em estado de guerra civil, mas ainda sofre as consequências de um conflito que devastou o país nos anos 1990 e no início deste século.

Ainda segundo a PF, um policial à paisana que avaliava as pessoas que tentavam fazer check-in em Guarulhos, identificou na imigrante africana uma potencial mula. Abordada, ela deu respostas evasivas às perguntas do policial, que então solicitou que ela o acompanhasse, com sua bagagem, até a máquina de raio-x.

PF encontrou drogas escondidas dentro de bombons - Divulgação/Polícia Federal - Divulgação/Polícia Federal
Imagem: Divulgação/Polícia Federal

Após o exame da mala apontar a presença de substâncias orgânicas, os policias abriram a bagagem e encontraram os bombons. Questionada, ela alegou que outra pessoa havia dado os chocolates para ela levar, porque não cabia na mala dela, e que havia aceitado fazer esse favor.

Os policiais acharam a história estranha e abriram um dos bombons, localizando a droga.

Nem todos os pacotes tinham bombons “recheados”, mas, no total, mais de 200 deles continham cocaína.

Cotidiano