Topo

Homem briga com criminoso e escapa de tentativa de latrocínio no Pará; veja

Rafael Pezzo

Colaboração para o UOL

07/06/2018 11h23

Uma tentativa de latrocínio foi gravada por câmeras de segurança de um estabelecimento comercial da Rua Aristides Lobo, no centro de Belém, no Pará. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (6). Apesar de o suspeito realizar dois disparos, o pedestre conseguiu fugir sem ferimentos após entrar em luta corporal com o homem.

No vídeo, ao qual o UOL teve acesso, a vítima de camisa vermelha segura uma sacola da mesma cor no momento em que é abordado por um motociclista de capacete. Após deixar o pacote no chão, o homem reage, briga com o autor e tenta o segurar pelo pescoço.

Leia mais:

Em seguida, os dois caem no chão, mas o suspeito consegue se levantar primeiro. Conforme relatado pela vítima em depoimento, o criminoso efetuou dois disparos que não o atingiram. Com medo, ele ainda se deitou na calçada antes de fugir correndo. O autor retornou à moto, recuperou o capacete e também deixou o local.

Ao UOL, a polícia afirmou que a vítima registrou boletim de ocorrência na 6ª Delegacia Seccional, no bairro do Comércio, onde a investigação é feita pela delegada Cynthia Viana. Como nada foi levado, o caso foi classificado como tentativa de latrocínio, isto é, roubo seguido de morte. No momento, as autoridades buscam algum indício que identifique o autor, como a placa da motocicleta.

Localizada no Reduto, um bairro de classe média no centro da capital paraense, a rua da tentativa de latrocínio dá acesso ao Boulevard Shopping Belém, o principal da região. Para relatar tentativas de crime na rua e até pedir ajuda, os moradores e comerciantes da via criaram um grupo no WhatsApp.

Além de abordagens a motoristas e pedestres, também já foram registradas invasões e saques em restaurantes e residências da região. Um dos comerciantes da rua até instalou uma sirene no próprio estabelecimento, a qual aciona sempre que testemunha uma nova tentativa de crime.

Apesar de confirmarem que a rua em questão é palco frequente de crimes, fontes policiais e até outros empresários da da região ouvidos pela reportagem relataram que o número de ocorrências nesta região não é acima da média de outras localidades de Belém.

Mais Cotidiano